Erva príncipe - aroma fabuloso!!!

A Erva-príncipe (Cymbopogon citratus) surge espontaneamente nas savanas da Índia meridional, Indonésia e Malásia, e é bastante cultivada em África e no Brasil, como planta medicinal e condimentar, fornecendo a indústria cosmética, farmacêutica e alimentar.

Sendo uma gramínea, forma aglomerações robustas (touças) que exalam um forte e agradável aroma a limão. É extremamente rústica e fácil de cultivar, representando uma excelente opção para constituir, juntamente com outras plantas, bordaduras informais em jardins irrigados.

Se cultivada em modo de produção biológico poderá, de acordo com a minha experiência, representar uma interessante fonte de rendimento, pois as suas folhas secas são muito procuradas na Europa por diversas indústrias, embora sempre em grandes quantidades e de boa qualidade.

Infelizmente não tolera temperaturas inferiores a 0 ºC, podendo mesmo morrer. Quando em climas frios, pode ser cultivada facilmente em vasos, para que posteriormente se possa recolher nas épocas mais desfavoráveis.

Na arte culinária asiática, os caules frescos são usados como tempero, especialmente com peixe e carne. Das suas folhas frescas ou secas faz-se uma infusão com um fantástico aroma a limão, sendo esta uma das mais agradáveis surpresas da planta, podendo ser tomada com regularidade pelas suas reconhecidas propriedades digestivas.

As folhas devem ser colhidas 3 a 4 dedos acima do ponto de inserção no caule, para que este possa rebentar novamente e manipuladas com cuidado pois cortam a pele com alguma facilidade. Ter o cuidado de filtrar cuidadosamente as infusões de forma a evitar a passagem dos microfilamentos presentes nas folhas.

Nos últimos 2 anos a procura desta planta em Portugal aumentou muito, sobretudo por criadores de cães que a tem utilizado como repelente de insectos picadores, transmissores de uma terrível doença mortal, a lesmaniose, plantando-a em maciços, na envolvente dos canis. Esta procura deve-se à popularidade das propriedades repelentes do óleo essencial da planta sobre estes insectos, também por vezes designado por óleo de citronela. Este é também utilizado no fabrico de perfumes, sabões, cosméticos e como aromatizante na indústria alimentar.

A sua propagação faz-se apenas por divisão de caules, na Primavera ou no Outono, uma vez que no nosso clima esta planta não produz sementes.

Para comprar esta planta, clique aqui

Share this:

CONVERSATION

2 comentários:

PLANTAS MEDICINAIS E TERAPEUTA HOLÍSTICO disse...

É sempre interessante conhecer mais sobre as diversas plantas medicinais. Cultivá-las sem agrotóxicos e tomar um chazinho fresco diariamente. Nunca usando a mesma planta por longo periodo.
Mari
http://plantasmedicinaisdaamazonia.googlepages.com/

Lara disse...

é sempre muito fixe descobrir novas coisas sobre plantas. é muito divertido!!