Cultivo das Plantas Aromáticas e Medicinais em Portugal

Desde 1995 tenho vindo a acompanhar de perto o mundo das PAM em Portugal, participando em vários congressos nacionais e internacionais sobre o tema, reuniões, acções de formação, e mais recentemente, tornando-me agricultor/produtor de PAM em modo de produção biológico.
Desta minha experiência, entristece-me o facto de verificar que nos últimos 12 anos muito pouco em termos práticos e concretos foi ainda feito para que a produção de PAM em Portugal possa ser uma realidade equivalente à de outros países, como sejam a vizinha Espanha, onde a sua cultura, transformação e comercialização já representam uma indústria que mobiliza milhões de euros anualmente.
A minha aventura começou em 2002, com o abandono de uma carreira profissional para abraçar outra: a agricultura. Em 2004, visitei a feira mais importante a nível mundial dedicada à agricultura biológica, a Biofach, na Alemanha. Tinha já encontro marcado com alguns dos participantes e foi aí que confirmei as necessidades que o mercado mundial tem de inúmeras espécies de plantas medicinais, contactando directamente com os agentes responsáveis pelo comércio destas matérias-primas, à escala mundial.
Instalei um campo de ensaio com diversas culturas onde, durante dois anos pude retirar diversos dados agronómicos, económicos e consolidar alguns conhecimentos, com um investimento totalmente pessoal. Nesse mesmo ano, viajei até ao sul de França, Provença, onde visitei diversas explorações de produção de PAM e centros de transformação, como destilarias e empresas farmacêuticas. É espantoso como o sector das PAM está bem organizado na região, sendo que o cultivo de alfazema ocupa uma área superior a 70.000 ha, muitos deles em zonas de alta montanha com solos incultos para a maior parte das espécies agrícolas.
É com um projecto AGRO que instalo uma área de produção de 1 ha, que entretanto cresceu para quase o triplo.

Share this:

,

CONVERSATION

2 comentários:

caio disse...

Tenho uma fazenda muito boa no Sul da Bahia e irrigaçao em abundancia, gostaria muito de saber sobre o cultivo de plantas medicinais direcionadas a laboratórios ou o tipo de mercado que for, agradeço a atençao, desde já muito obrigado ! Meu e-mail caiofigueiredo@hotmail.it


Caio Figueiredo!

Anónimo disse...

Sou Farmaceutica filha de agricultores e desde que na faculdade estudei uma cadeira sobre plantas medicinais, pensei na possibilidade de aliar os meus conhecimentos à profissao dos meus pais. Contudo, fiquei com a ideia de que sao culturas extremamente dispendiosas na medida em que requerem um controlo e uniformidade das plantas muito elevados, que impediam a viabilidade economica da cultura. Gostaria que me elucidasse um pouco acerca de como funciona na pratica o cultivo de plantas medicinais em Portugal.

Grata pela atençao dispendida,

Elsa Lopes (e_lo6@hotmail.com)