terça-feira, 22 de abril de 2008

Tomilho-limão

Híbrido variável entre o tomilho-poêjo (Thymus pulegioides) e o tomilho-vulgar (Thymus vulgaris), o tomilho-limão (Thymus x citriodorus) apresenta folhas verdes ou, no caso de algumas variedades, amarelas ou brancas e verdes, que encantam quem as cultiva.

Excelente para utilizar em vasos e floreiras e a delimitar bordaduras de jardins, possuindo um período de floração alongado e espectacular, atraindo diversos insectos polinizadores. É presença essencial em qualquer jardim de cheiros.

Com uma altura de 25-30 cm e um diâmetro até 60 cm, é um arbusto perene, semi-lenhoso, apresentando pequenas flores brancas ou ligeiramente rosadas, que aparecem durante o Verão.

Gosta de solos bem drenados, com boa exposição solar, adaptando-se mesmo em solos muito secos. Os Invernos muito chuvosos e os terrenos encharcados podem contribuir para que apodreçam e morram precocemente. Deve ser podado logo a seguir à floração, de forma a evitar que lenhifique na base, mantendo-se vigoroso e saudável por muito mais tempo. É uma óptima planta de companhia para as outras plantas no jardim.

Torna-se sensível ao oídio e a podridões radiculares, quando ocorrem excessos de água na rega, evitar regar nas horas de maior calor, não molhando as folhas da planta neste período. Podar com frequência se o crescimento for muito vigoroso. Dado ser um híbrido, a sua sementeira pode dar origem a plantas com características heterogéneas, sendo por isso preferível efectuar a propagação por estacaria.

Toda a planta pode ser colhida em qualquer altura do ano, de preferência antes da floração e utilizada, fresca ou seca, produzindo uma óptima infusão, pouco utilizada no nosso país. Quando descoberta, passa a ser obrigatória, pelo seu fantástico aroma. O óleo essencial é considerado menos irritante do que o de outros tomilhos e é muito utilizado em aromaterapia para combater asma e outros problemas respiratórios, especialmente em crianças.

As folhas são utilizadas para condimentar pratos de peixe, aves e saladas. Podem ser secas e misturadas com outras plantas em poutpourri. É uma planta muito popular em culinária, exalando um forte aroma a limão, razão pela qual é cultivado em todo o mundo.

Uma característica interessante de observar é que, após a secagem, as folhas se destacam facilmente dos caules, o que torna o seu valor comercial para exportação superior, quando vendidas desta forma. Temos alguns milhares de pés em plantação, em compassos de 30x30x30 cm (camalhões de um metro de largura) que providenciam cerca de quatro cortes/ano. Estes podem ser mecanizados, mas a sensibilidade para o corte por parte do operador deve ser grande, pois cortes muito rentes provocam a morte da planta.

O mercado internacional procura neste momento grandes quantidades desta planta seca, sobretudo da folha, certificada em modo de produção biológico, o que a torna uma excelente alternativa para quem pretende produzir novos e competitivos produtos na agricultura nacional.

Disponível aqui.
Tomilho-limão em cultivo

Tomilho-limão planta

Tomilho-limão em flor

Tomilho-limão no jardim

Tomilho-limão 'Variegata'
Para comprar esta planta, clique aqui

5 comentários:

Anónimo disse...

Olá
Gostei muito deste post. Posso pedir a mesma abordagem para o funcho e os coentros? Gostava de saber as suas aplicações em infusões e na gastronomia.
Cumprimentos e votos de bom trabalho!

Luis disse...

Excelente teu site. Parabéns. Estava procurando informações e fotos sobre tomilho.

Valeu

alcides disse...

alcides
trabalho muito bom foi um otimo achado gostei muito.
e estou procurando alguem que me consiga semente de tomilho podendo ser + que uma variedade

Anónimo disse...

Parabéns pelo excelente trabalho desenvolvido e muito obrigado por podermos também partilhá-lo.

rui disse...

olá
tenho uma planta da familia do tomilho, acho que se chama serpão. é muito aromática e fantastica para culinária. faz milagres até com o arroz branco, mas a planta está a ficar seca preciso de ajuda. suspeito que seja agua a mais, pq a terra tá humida mas a planta tá a perder as folhas e a secar.
help me please
Rui Martins