Marmelo, marmeleiro, marmelada

Começou hoje a terceira temporada (como nos canais da cabo, T3!!!) comigo à volta das plantas, em rubrica quinzenal, na Praça mais alegre cá do burgo!!!Inspirado numa mocinha engraçada que vi há dias nas ruas do Porto, decidi abordar o tema, de forma descomplexada!!!

O marmeleiro (Cydonia oblonga) pertence à família das Rosáceas, bem como a macieira, a pereira e a nespereira. Não confundir com o marmeleiro do Japão (Chaenomeles sinensis). As cultivares Portugal, Gamboa e Gigante de Vranja são das mais comuns no mercado viveirista.

Marmelada: (ou doce em massa); carícias amorosas; mas também trapalhada, confusão. O sufixo -ada significa que o doce permite o corte. De acordo com a Legislação Portuguesa, a marmelada é o produto resultante da mistura homogénea e consistente, obtida exclusivamente da cozedura da polpa (mesocarpo) do marmelo com açúcares.

O marmelo e a marmelada são produtos de elevado consumo em Portugal, uma vez que a marmelada é o produto mais importante da actividade de fabrico de doces de frutos, compotas, geleias e marmeladas e que o marmelo é o seu principal ingrediente.

Ninguém faz marmelada só para si, o espírito de partilha que se gera no tempo dos marmelos não deixa de me espantar!!! Aos amigos e familiares a quem se oferece marmelada pede-se sempre a taça de volta!!! Longas foram as horas na minha juventude a descascar marmelos, separando cuidadosamente cascas e caroços… Para fazer geleia a seguir!!!

Como cuidar e outras curiosidades, no tempo possível, no vídeo que se segue.

Share this:

, ,

CONVERSATION

2 comentários:

Sandra Rocha disse...

Já fazia falta :)
Bom regresso.
Beijos.

Amigos e cozinhados disse...

Olá, Luizinho,
E nós que nunca nos encontramos!
Andamos com as datas trocadas. Não há direito! :-)
Bjinhos e até um destes dias,
Cristina